Home O Que FazerVida NoturnaBares Lapa – o point da diversão carioca

Lapa – o point da diversão carioca

por Leandro Marques
Arcos da Lapa

Lapa é uma pequena região no Centro da Cidade que ficou mundialmente conhecida por ser o point de encontro de todos os lados da cidade. Na realidade, o local se chama Arcos da Lapa, que antigamente era um aqueduto – nos idos do Brasil imperial – e hoje em dia funciona como passagem para o bondinho que liga o Centro a Santa Teresa.

Mas, para os íntimos, amantes da boemia carioca e também dos estrangeiros, Lapa é o nome que ficou e marcou. Então vou só falar assim daqui pra frente, ok?

A Lapa e região

Como já falei, os emblemáticos Arcos da Lapa definem a região. É ali o ponto de referência para tudo!

Mas nós, cariocas, quando falamos em Lapa, estamos falando também nos arredores dos Arcos. A Avenida Mem de Sá e a Rua do Riachuelo estão incluídas no nosso conceito de Lapa também. Sem mistério.

Resumindo: tudo que tiver bar, casa de show e gente andando pra lá e pra cá no final de semana, ali naquela região, é Lapa.

O que tem pra fazer

Basicamente bares, casas de show e o encontro com pessoas das mais diferentes culturas e tipos.

Cada bar é diferente do outro. Uns são mais rebuscadinhos, outro mais pé sujo, tem mais um também que tem muita gente bem jovem, e assim vai… Cada um atende a um público diferente. Para saber qual é o melhor pra você basta chegar lá e decidir na hora. Assim mesmo, com a cara e com a coragem e você decide na hora.

Alguns bares também se misturam com casas de show. Ou seja, enquanto você tá lá sentado bebendo sua cerveja gelada, no mesmo ambiente também toca um bom samba ao vivo. O som é alto. Não ache que vai ficar ali conversando. A ideia é ir pra dançar mesmo. Como eu gosto de dançar, isso não me incomoda.

O ar livre também é uma espécie de evento. O pessoal fica ali em frente aos Arcos da Lapa, onde tem uma quantidade imensa de barraquinhas vendendo todo tipo de bebida, comida e lembrancinhas. Como é livre, não tem que pagar nada para ninguém. Apenas o que for consumir nas barraquinhas.

Lugares tradicionais

Alguns lugares são tradicionalíssimos na Lapa, como o Clube dos Democráticos e o famoso Lapa 40 Graus. Cada um deles merece um artigo próprio, mas vou dar aqui uma palinha pra vocês:

O Clube dos Democráticos funciona de quarta a sábado, à noite. A partir das 22h a casa já está aberta para receber o pessoal. A programação geralmente é samba ou forró. O ambiente é grande e bem eclético. Costuma ficar bem cheio a partir das 23:30. Se quiser mesa, chegue cedo. Fica localizado na Rua Riachuelo, 91

O Lapa 40 Graus fica coladinho com o Clube dos Democráticos, na Rua Riachuelo, 97. A entrada é um pouquinho mais cara que dos Democráticos. A pegada do Lapa 40 Graus é um pouquinho diferente de seu vizinho: um pouquinho de rock no primeiro andar para a galera que quer fazer um happy hour. No segundo andar, mesas de sinuca para variar a programação. No último andar, um palco com um bom salão, com algumas apresentações da Cia. Carlinhos de Jesus e cantores famosos que passam por lá, além de, eventualmente, ter uma programação com DJ e um clima de boate.

Escadaria Selarón

Escadaria Selarón, ponto imperdível na Lapa.

A Escadaria Selarón é também um ponto turístico da Lapa muito visitado. Outro ponto tradicional é o Teatro Odisseia, palco de muitas festas interessantes da cidade e com grande capacidade. Vale a pena dar uma olhadinha na página deles do Facebook para acompanhar a programação!

Acesso

Muitas linhas de ônibus da Zona Sul passam pela Lapa. Sem muito mistério. Consulte o Vá de Ônibus para ver qual é a linha que melhor te atende.

O metrô não é o melhor meio para chegar. Apesar da Estação Cinelândia ser a mais perto da Lapa, o trecho de caminhada da estação até a Lapa é bem ruim, com algumas ruelas pouco iluminadas. Considere também o horário de funcionamento do metrô, que vai até 0:00 de segunda a sábado, e até as 23:00 nos domingos e feriados.




Táxi e Uber são os meios que eu indico: te deixam aonde você quer. Se estiver muito cheio o bairro e o carro não conseguir entrar, você tem a liberdade de finalizar a corrida ali mesmo e poder ir a pé para o seu destino. Recomendo esses dois meios.

Pontos negativos da Lapa

O primeiro ponto que eu preciso citar é a segurança. Já falei com vocês sobre segurança nesse artigo aqui. Mas na Lapa também é fundamental que você fique antenado. Apesar de ter viaturas da Guarda Municipal e da Polícia Militar espalhadas pelo bairro, a região é extremamente vulnerável a roubos, em função da grande concentração de gente. Então, fique esperto. Guarde seu celular em um local seguro, bolsa sempre na frente do corpo.

O segundo aspecto que eu acho extremamente relevante de falar é o excesso de aglomeração de gente nos finais de semana. Particularmente eu não gosto de muvuca e nem de multidões. Por isso eu pontuo como um ponto negativo. Muitas vezes esse excesso de gente atrapalha o seu deslocamento a pé – caso esteja de táxi ou Uber ou ônibus também. Falo isso porque já tive muitas experiências às 4 da manhã, cansado demais querendo ir pra casa e acabei ficando “preso” na muvuca de gente, mesmo dentro do taxi.

Chuva. Quando chove a Lapa fica ruim de andar. As pessoas se espremem nas calçadas e fica ainda mais infernal a descrição que dei no parágrafo anterior. As ruas ficam muito engarrafadas e o trânsito não anda. Se você pretende entrar em algum estabelecimento, faça e espere a rua ficar mais vazia para ir embora, pois fica insuportavelmente intransitável.

Vale a pena ir a Lapa?

Sim. Vale. É uma experiência tipicamente carioca. Lá você vai ver gente de todos os cantos e bairros da cidade, sem exceção. Longe, perto, isso não é obstáculo para ninguém.

Apesar dos pontos negativos, o clima e o astral do lugar são legais. Você só precisa ficar atento para não ser roubado ou entrar em uma furada. Sempre atento.

Espero que você aproveite!

Até mais! ;)


Créditos das fotos:

Arcos da Lapa por Agência Brasil Fotografias – Licença CC BY 2.0
Escadaria Selarón por Vincent Poulissen – Licença CC BY-SA 2.0



Booking.com

 

You may also like

1 comentário

Beatriz 04/12/2016 - 17:20

a lapa é sem duvida um dos lugares mais miscigenados que já vi, tem para todos os gostos com um simples atravessar de rua, virar a esquina ou entrar na porta ao lado, vai desde funk, forró, samba, salsa e rock pesado e alternativo, muita gente diferente junta que gosta de conversar e beber.

o mais clássico é ficar em pé na praça bebendo caipirinha que são muito baratas e bem servidas! Mas sempre de olho em volta porque furtos são extremamente comuns.

tem opções de comidas boas também, desde restaurantes, como lanchonetes que podem atender aquele apelo desesperado por glicose as altas horas

Responder

Deixe seu comentário

Este website utiliza cookies para melhorar sua experiência. Assumimos que vocês está de acordo com isso, mas você pode desabilitar, se desejar. Aceitar Ler mais